Postagens

Vencedores do Prêmio Sesc de Literatura 2017

Imagem
Uma das melhores (e poucas) oportunidades de divulgação para escritores estreantes, independente da idade, o Prêmio Sesc de Literatura divulgou hoje os vencedores da versão 2017:João Meirelles Filho e José Almeida Juniorforam os selecionados na categoria contos e romance, respectivamente. Este ano, segundo a organização, as inscrições totalizaram 1.793 obras, sendo 980 romances e 813 contos.
Segundo os critérios da premiação, são escolhidos, anualmente um romance e um livro de contos inéditos, de autores ainda não publicados. os livros vencedores serão lançados pela editora Record, com tiragem inicial de 2 mil exemplares. A avaliação ficou por conta de uma comissão especializada formada pelos escritores e críticos literários Andrea del Fuego, Luis Rufatto, Sidney Rocha e Ronaldo Correa de Brito.

Sinopse de "Poraquê e outros contos" de João Meirelles Filho: Com oito contos, a obra representa a sua primeira incursão no campo da ficção depois de trinta e cinco anos como escrito…

A História das Flores

Imagem
A "História das Flores" é um curta de animação com duração de pouco mais de três minutos, produzido pelo artista botânico Azuma Makoto e uma equipe composta por Katie ScottJames Paulley. O resultado do projeto é um vídeo que pode ser enquadrado tanto na categoria de ciência quanto arte, exibindo passagens do ciclo de floração das plantas. O trabalho foi pensado originalmente para crianças, especificamente para explicar à própria filha de Azuma Makoto os conceitos de botânica, mas encanta ao público de todas as idades.


Clicando no vídeo abaixo, acessamos uma linda variedade de flores que crescem e preenchem o fundo da tela com aves e insetos. No desenvolvimento da animação é mostrado também o solo com os microorganismos que vivem nas raízes das plantas. A história continua através de todo o restante do ciclo da vida. Garanto que essas imagens serão as mais bonitas que você verá hoje na internet.

David Grossman leva o Man Booker International Prize 2017

Imagem
David Grossman é o vencedor do Man Booker International Prize 2017 com o romance "A Horse Walks Into a Bar", traduzido no Brasil como "O inferno dos outros". Grossman divide a posição de protagonismo na literatura israelense contemporânea com Amós Oz, sendo que ambos defendem coincidentemente uma solução pacifista, por meio do reconhecimento de dois Estados, para o conflito entre judeus israelenses e árabes palestinos no Oriente Médio. "O inferno dos outros", seu último lançamento, utiliza uma sofisticada e criativa estrutura narrativa, que se divide entre o presente e o passado, durante um show de stand-up em Netanya, uma pequena cidade do interior de Israel, apresentado pelo humorista decadente Dovale Grinstein (ler aqui resenha completa do Mundo de K).

Este ano ficaram pelo caminho, além de Amós Oz, alguns nomes muito fortes tais como: o albanês Ismail Kadare e o chinês Yan Lianke, ambos sempre lembrados para o Nobel de Literatura e com romances lançad…

Exposição World Press Photo 2017 no Rio de Janeiro

Imagem
Últimos dias para visitar a exposição que reúne as fotos premiadas da edição de 2017 do concurso internacional World Press Photo no Rio de Janeiro, somente até domingo próximo, 19 de junho, com entrada franca nas instalações da CAIXA Cultural. A imagem acima, "The Silent Victims of a Forgotten War", da norte-americana Paula Bronstein é uma espécie de Pietà moderna que certamente deixaria Michelangelo envergonhado. Najiba cuida de seu sobrinho Shabir de dois anos, ferido em uma explosão que matou sua irmã, em Kabul, no Afeganistão. A bomba explodiu em uma parte relativamente pacífica de Kabul, enquanto a mãe de Shabir estava caminhando com as crianças para a escola. Infelizmente, o fotojornalismo reflete os conflitos e injustiças sociais do mundo contemporâneo, mas isto não é culpa das fotos ou dos fotógrafos.

Por sinal, injustiças e agressões não são cometidas apenas contra a raça humana, é o que mostra a foto acima do espanhol Francis Pérez, uma tartaruga marinha presa em um…

Jorge Amado - Farda, Fardão, Camisola de Dormir

Imagem
Jorge Amado - Farda, Fardão, Camisola de Dormir - 272 Páginas - Editora Companhia das Letras - Relançamento: 18/09/2009.
Jorge Amado (1912-2001) nunca foi devidamente reconhecido por grande parte da crítica literária brasileira, talvez devido ao sucesso de público de seus romances ou em decorrência das adaptações para cinema, teatro e televisão, mas isso só comprova que a aceitação popular não é sempre incompatível com o valor artístico, a sua obra é atemporal e universal, como todo grande autor deve ser. Entre seus muitos romances, "Farda, Fardão, Camisola de Dormir", lançado originalmente em 1979, é ignorado na maioria das compilações bibliográficas sobre autor e, de fato está longe de ser o melhor livro de Jorge Amado, contudo, algumas peculiaridades merecem reflexão se considerarmos o momento histórico atual do Brasil e do mundo, uma época em que as ideologias de extrema direita e um apelo ao nacionalismo e xenofobia ameaçam as liberdades individuais.

Em 1940, o Estado Nov…

Real Gabinete Português de Leitura

Imagem
É difícil de acreditar que o Real Gabinete Português de Leitura, que completou 180 anos de existência em 14 de maio de 2017, uma das mais belas bibliotecas do mundo segundo matéria da conceituada revista Time, esteja aberto à visitação pública, sem nenhuma taxa de admissão e em plena região do Centro do Rio de Janeiro. A sua sede, construída em estilo neomanuelino e que foi inaugurada pela Princesa Isabel em 1887, guarda cerca de 350.000 volumes (milhares de obras raras). O mais incrível é que o acervo, que abriga a maior biblioteca de obras de autores portugueses fora de Portugal, está disponível a qualquer cidadão, pois o Real Gabinete é uma biblioteca pública.


Este lugar mágico e fora do tempo é a associação mais antiga criada pelos portugueses do Brasil após a independência de 1822. De fato, Em 14 de Maio de 1837, um grupo de 43 emigrantes portugueses do Rio de Janeiro reuniu-se na casa do Dr. António José Coelho Lousada, na antiga rua Direita (hoje rua Primeiro de Março), nº 20, …

Os 20 personagens mais diabólicos da literatura

Imagem
Todo escritor ou leitor sabe reconhecer o valor de um vilão para o sucesso do conto ou romance, sendo que algumas vezes esses personagens têm uma personalidade tão rica e bem construída que acabamos simpatizando com suas maldades. Procurei evitar algumas escolhas que seriam óbvias e que já foram, de certa forma, imortalizadas pelo cinema como: Lorde Voldemort da série Harry Potter (J. K. Rowling) ou Hannibal Lecter de Dragão Vermelho (Thomas Harris), preferindo me concentrar nas obras de cunho mais literário. Como sempre, a seleção segue a ordem cronológica e tenta destacar exemplos de cada época, chegando até os escritores contemporâneos. O protagonismo nem sempre é de um ser humano, podendo ser exercido por um porco (A Revolução dos Bichos de Orwell) uma baleia (Moby Dick de Melville) ou até mesmo um evento histórico como o bombardeio de Dresden, durante a Segunda Grande Guerra (Matadouro 5 de Vonnegut). Espero que se divirtam ao relembrar os personagens clássicos do mal.

(01) Medeia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...