20 mortes inesquecíveis da literatura mundial

Pieter Bruegel, o velho (1525-69), O Triunfo da Morte
Pieter Bruegel, o velho (1525-69), O Triunfo da Morte -1562
Óleo em painel, 117 x 162 cm; Museo del Prado, Madrid.

Ninguém gosta de falar da morte, mas mesmo assim ela está sempre presente e também na literatura, como bem podemos comprovar na relação abaixo. Qual foi a sua morte preferida e inesquecível? Fico com a de número 13, criação de John Updike (ler uma postagem sobre ela aqui), mas essa, naturalmente, é uma questão muito pessoal.

01. Romeu e Julieta - William Shakespeare - Romeu e Julieta (1596)

02. Werther - Goethe - Os Sofrimentos do Jovem Werther (1774)

03. Julian Sorel - Stendhal - O Vermelho e o Negro (1830)

04. Marguerite Gautier - A. Dumas Filho - Dama das Camélias (1847)

05. Catherine - Emily Brontë - Morro Ventos Uivantes (1847)

06. Ema Bovary - Gustave Flaubert - Madame Bovary (1856)

07. A velha agiota - Fiódor Dostoiévski - Crime e Castigo (1867)

08. Ana Karenina - Leon Tolstói - Ana Karenina (1875)

09. Brás Cubas - Machado de Assis - Memórias Póstumas (1881)

10. Gregor Samsa - Franz Kafka - A Metamorfose (1916)

11. Cadela Baleia - Graciliano Ramos - Vidas Secas (1938)

12. Don Fabrizio - Giuseppe di Lampedusa - O Leopardo (1958)

13. Filho de Harry Rabbit - John Updike - Coelho Corre (1960)

14. Quincas - Jorge Amado - Morte de Quincas Berro D`Água (1961)

15. Sargento Getúlio - João Ubaldo Ribeiro - Sargento Getúlio (1971)

16. Macabéa - Clarice Lispector - A Hora da Estrela (1977)

17. Gjorg Berisha - Ismail Kadaré - Abril Despedaçado (1980)

18. Santiago Nasar - G.G. Márquez - Crônica Morte Anunciada (1981)

19. Ricardo Reis - José Saramago - Ano da Morte Ricardo Reis (1984)

20. O Tio - Orhan Pamuk - Meu Nome é Vermelho (1998)
14 comentários
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

A arte de escrever crônicas

As 20 melhores distopias da literatura

Paul Celan e o poema hermético

O Idiota - Fiódor Dostoiévski

20 personagens femininas da literatura mundial

As 20 melhores utopias da literatura