Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2008

48 Variações Sobre Bach

Imagem
Franz Rueb - 48 Variações Sobre Bach - Editora Companhia das Letras - 375 páginas - Publicação 2001 - Tradução de João Azenha Jr.

Uma biografia de Johann Sebastian Bach (1685-1750) e também análise de algumas de suas composições no contexto histórico de forma criativa e original. Neste livro, o suíço Franz Rueb, autor de livros, peças radiofônicas e documentários sobre a história do teatro e da música, dividiu a narrativa em 48 partes ou capítulos independentes de forma a demonstrar como o entendimento e apreciação sobre as obras de Bach variaram ao longo do tempo, partindo da indiferença e desconhecimento do século XVIII (as composições de Bach permaneceram no ostracismo por 100 anos após sua morte) até a veneração incondicional nos dias de hoje.
Segundo Rueb, Bach teria consciência do valor atemporal de seu trabalho, permanecendo fiel à complexidade de suas composições, independente dos modismos e estilos. Ainda segundo o autor, Bach era um artesão da música que nunca desanimou com as…

BibliOdissey

Imagem
Um blog para para quem gosta de ilustrações raras sobre os mais variados temas como botânica, zoologia, folclore, história da arte, mapas ou simplesmente curiosidades que sempre valem a visita. No BibliOdissey encontramos também uma vasta coleção de links sobre sites de ilustrações, museus e bibliotecas.

A quantidade e qualidade do material reunido neste blog é tão relevante que já rendeu um livro que fornece detalhes para cada imagem e links para a fonte na Internet: BiliOdissey - "Amazing Archival Images from the Internet".

Ensaio Sobre a Cegueira - O Filme

Imagem
Ninguém melhor do que o próprio José Saramago para avaliar a adaptação cinematográfica, dirigida por Fernando Meirelles, para o seu já clássico romance "Ensaio Sobre a Cegueira". Em entrevista para o Jornal O Globo, publicada em 10/09, Saramago definiu o filme da seguinte forma: "O resultado da adaptação de Fernando Meirelles é mais do que satisfatório. Considero-o até brilhante. O essencial da história está ali, como seria de esperar, mas, sobretudo encontrei na narrativa fílmica o mesmo espírito e o mesmo impulso humanístico que me levaram a escrever o livro. Nem Fernando Meirelles nem eu pensamos que vamos salvar a humanidade, mas somos conscientes de que, quer como artistas, quer como cidadãos, levamos a cabo um trabalho responsável".

Fernando Meirelles que escreve muito bem, como podemos conferir no blog de blindness, definiu o livro da seguinte maneira: "A primeira imagem que me veio ao ler o “Ensaio Sobre a Cegueira” foi a da nossa civilização como uma c…

Eça de Queirós - Os Maias

Imagem
Eça de Queirós - Os Maias - Ediouro - 694 páginas - Publicação 2000.

Eça de Queirós (1845-1900) é considerado o maior escritor em prosa da língua portuguesa, tendo estabelecido o elo entre tradição e modernidade através de uma visão crítica da sociedade de seu tempo, principalmente nos romances da fase Realista como "O Crime do Padre Amaro" (1875), "O Primo Basílio" (1878), "A Relíquia" (1887) e "Os Maias" (1888). Segundo o crítico Massaud Moisés, nestas obras "Eça coloca-se sob a bandeira da República e da Revolução e passa a escrever em coerência com as idéias aceitas, obras de combate às instituições vigentes (Monarquia, Igreja e Burguesia) e de ação e reforma social". A última fase de Eça é marcada por um retorno aos valores da tradição portuguesa com os romances "A Ilustre Casa de Ramires" (1900) e "A Cidade e as Serras" (1901, póstumo), onde, sem abdicar do estilo realista e da fina ironia, apresenta temas mais…
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...