Prêmio Princesa das Astúrias de Literatura 2015

Leonardo Padura

O escritor cubano Leonardo Padura ganhou o Prêmio Princesa das Astúrias de Literatura 2015 (antigo prêmio Príncipe das Astúrias, renomeado após a abdicação de Dom Juan Carlos da monarquia). Leonardo Padura é conhecido por seus romances policiais e a criação do personagem Mario Conde. No Brasil, o trabalho dele foi bastante divulgado por conta de seu romance histórico O homem que amava os cachorros (lançado pela Boitempo Editorial em Dezembro de 2013).

A organização considerou a obra do autor como "uma soberba aventura do diálogo e da liberdade", além de "mostrar os desafios e os limites na busca da verdade. Uma exploração impecável da história e de seus modos de contá-la"Sobre a questão da influência política na escolha, em função da recente onda de reaproximação de Cuba com os EUA, Leonardo Padura já havia declarado nesta entrevista à New Yorker, em 2003, que "não tem qualquer militância, nem com o Partido, nem com a dissidência", declarou ainda que "nunca deixou Cuba porque é um escritor cubano e não poderia ser outra coisa".

Os três últimos vencedores desta premiação, criada em 1981, foram o irlandês John Banville (2014), o espanhol Antonio Molina (2013) e o norte-americano Philip Roth (2012). A brasileira Nélida Piñon foi agraciada em 2005 (Conheça aqui todos os autores laureados desde 1981).
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Tianjin Binhai Library, a mais nova biblioteca da China

Joël Dicker - A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert

Jesmyn Ward vencedora do National Book Award 2017

As 20 melhores distopias da literatura

As 20 obras mais importantes da literatura brasileira

As 20 melhores utopias da literatura